logomarca

CAMPOS DE EXPERIÊNCIA E OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO

BERÇÁRIO

 

Planejamento: palavra que, em linguagem lúdica, pertence à mesma família da palavra “abracadabra”, quando, de modo todo exibido demonstra ser capaz de transformar ensino em aprendizagem.
Deyse Campos

O EU, O OUTRO E O NÓS

  • Identificar suas preferências.
  • Compartilhar o espaço, materiais, brinquedos e pessoas.
  • Aceitar dividir a atenção dos adultos.
  • Ouvir atentamente às pessoas.
  • Separar-se tranquilamente dos familiares.
  • Demonstrar curiosidade e interesse por elementos novos em seu cotidiano.
  • Vivenciar experiências novas.
  • Explorar novas formas de interagir com pessoas, objetos e o ambiente.
  • Separar-se tranquilamente dos familiares.
  • Interagir com outras crianças da mesma faixa etária e adultos, adaptando-se ao convívio social.
  • Interagir com seus pares e adultos estabelecendo com eles relações de confiança.
  • Atender aos pedidos do professor.
  • Participar de experiências com um grupo de crianças.
  • Perceber as possibilidades e os limites de seu corpo nas brincadeiras e interações das quais participa.
  • Interagir com crianças da mesma faixa etária e adultos ao explorar materiais, objetos, brinquedos.
  • Escutar quem fala.
  • Demonstrar sentimento de pertencimento à família e à Escola.
  • Reconhecer seu corpo e expressar suas sensações em momentos de alimentação, higiene, brincadeira e descanso.
  • Manifestar suas emoções.
  • Expressar as próprias necessidades.

    CORPO, GESTOS E MOVIMENTOS

  • Movimentar as partes do corpo para exprimir corporalmente emoções, necessidades e desejos.
  • Ampliar suas possibilidades de movimento (rolar, engatinhar, arrastar)
  • Experimentar as possibilidades corporais nas brincadeiras e interações em ambientes acolhedores e desafiantes.
  • Participar do cuidado do seu corpo e da promoção do seu bem-estar.
  • Explorar diferentes formas de expressão com o corpo.
  • Desenvolver a coordenação motora ampla executando mais de um movimento corporal ao mesmo tempo.
  • Descobrir o corpo e a realidade por meio dos sentidos.
  • Explorar alguns materiais, como bola, livros de pano/plástico.
  • Explorar diferentes movimentos ao som de uma música.
  • Perceber as partes do próprio corpo.
  • Fazer carinho nas outras crianças e adultos.

    TRAÇOS, SONS, CORES E FORMAS

  • Vivenciar situações que envolvam música e movimento.
  • Experimentar a capacidade expressiva do corpo (sons, gestos e expressão).
  • Ouvir histórias conhecidas e experimentar movimentos ao som de músicas com ritmos variados.
  • Acompanhar, com atenção, uma apresentação de teatro infantil.
  • Explorar sons produzidos com o próprio corpo e com objetos do ambiente.
  • Explorar diferentes fontes sonoras e materiais para acompanhar brincadeiras cantadas, canções, músicas e melodias.
  • Usar o corpo e a voz para imitar e reproduzir sons.
  • Explorar sons produzidos pelos instrumentos musicais não convencionais.
  • Conhecer os sons do próprio corpo.
  • Conhecer os sons de seu entorno.

        ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO

  • Atender quando é chamado por seu nome.
  • Demonstrar interesse ao ouvir a leitura de histórias e a apresentação de músicas.
  • Demonstrar interesse ao ouvir histórias lidas ou contadas, observando ilustrações e os movimentos de leitura do adulto-leitor (modo de segurar o portador e de virar as páginas).
  • Comunicar-se com outras pessoas usando movimentos, gestos, e outras formas de expressão.
  • Conhecer e manipular materiais impressos e audiovisuais em diferentes portadores (livro, CD, tablete etc.)
  • Participar de situações de escuta de textos em diferentes gêneros textuais (poemas, fábulas, contos etc.)
  • Brincar com sons onomatopaicos.
  • Demonstrar interesse por livros.
  • Manusear livros folheando-os progressivamente.
  • Ampliar progressivamente a concentração nas atividades propostas.

    ESPAÇOS, TEMPOS, QUANTIDADES, RELAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES

  • Explorar o ambiente pela ação e observação [e também pela experimentação], manipulando, experimentando e fazendo descobertas.
  • Manipular materiais, diversos e variados para sentir as diferenças e semelhanças entre eles.
  • Manipular, experimentar e explorar e espaço por meio de experiências.
  • Explorar possibilidades para resolver situações-problema do cotidiano.
  • Vivenciar diferentes ritmos, velocidades e fluxos nas interações e brincadeiras (em danças, balanços etc.)
  • Adaptar-se a vários ambientes da instituição educativa (sala, pátio, parquinho, refeitório etc).

logomarca

CAMPOS DE EXPERIÊNCIA E OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO

MATERNAL 1 (GRUPO 1)

 

Planejamento: palavra que, em linguagem lúdica, pertence à mesma família da palavra “abracadabra”, quando, de modo todo exibido demonstra ser capaz de transformar ensino em aprendizagem.
Deyse Campos

O EU, O OUTRO E O NÓS

  • Perceber que suas ações tem efeitos nas outras crianças e nos adultos.
  • Perceber as possibilidades e os limites de seu corpo nas brincadeiras e interações das quais participa.
  • Interagir com crianças da mesma faixa etária e adultos ao explorar materiais, objetos, brinquedos.
  • Comunicar necessidades, desejos e emoções, utilizando […] palavras, gestos.
  • Reconhecer seu corpo e expressar suas sensações em momentos de alimentação, higiene, brincadeira e descanso.
  • Atender progressivamente a regras simples de convívio social.
  • Interagir com outras crianças da mesma faixa etária e adultos, adaptando-se ao convívio social.
  • Interagir com seus pares e adultos estabelecendo com eles relações de confiança.
  • Atender aos pedidos do professor.
  • Participar de experiências com um grupo de crianças.
  • Realizar trocas de jogos, brinquedos e materiais.
  • Expressar as próprias necessidades.
  • Manifestar suas emoções.
  • Identificar alguns símbolos de nosso ambiente cultural.
  • Escutar quem fala.
  • Responder a perguntas simples.
  • Reconhecer e nomear alguns colegas e pessoas do convívio social.
  • Respeitar e cumprir regras de convívio social.
  • Demonstrar iniciativa para pedir ajuda.
  • Separar-se tranquilamente dos familiares.
  • Identificar seus pertences.
  • Prestar ajuda quando incentivado ou autonomamente.
  • Perceber a necessidade ou o choro de um colega.
  • Conhecer o próprio nome e atender quando chamado(a).
  • Reconhecer e nomear objetos utilizados no seu dia a dia.
  • Demonstrar segurança junto aos adultos de referência.
  • Reconhecer, identificar e nomear os componentes da família.
  • Demonstrar preferências por pessoas, objetos ou espaços que lhes são familiares.
  • Ampliar o convívio social relacionando-se com as pessoas presentes no contexto escolar.
  • Conhecer e utilizar algumas regras de convivência em grupo, como por exemplo: esperar a vez de falar, acompanhar o grupo ao sair da sala.
  • Perceber que suas atitudes impulsivas podem ser autocontroladas.

CORPO, GESTOS E MOVIMENTOS     

  • Movimentar as partes do corpo para exprimir corporalmente emoções, necessidades e desejos.
  • Ampliar suas possibilidades de movimento (pular, saltar, rolar, correr, subir, descer, entre outras).
  • Experimentar as possibilidades corporais nas brincadeiras e interações em ambientes acolhedores e desafiantes.
  • Participar do cuidado do seu corpo e da promoção do seu bem-estar.
  • Explorar diferentes formas de expressão com o corpo.
  • Utilizar os movimentos de encaixe e lançamento, bem como realizar ações de rasgar e desenhar para ampliação de suas habilidades, manuais.
  • Descobrir o corpo e a realidade por meio dos sentidos.
  • Participar de jogos por meio do movimento.
  • Descobrir as primeiras regras nas brincadeiras em grupo.
  • Desenvolver a coordenação motora ampla executando mais de um movimento corporal ao mesmo tempo.
  • Explorar alguns materiais, como bola, arco e corda.
  • Perceber as partes do próprio corpo.
  • Fazer carinho nas outras crianças e adultos.
  • Demonstrar independência e autonomia durante a alimentação.
  • Identificar alguns alimentos de seu cotidiano.
  • Manusear livros, revistas e outros portadores de textos, com interesse.
  • Identificar e nomear partes do corpo: cabeça, braços, pernas, pés, mãos, olhos, boca, nariz e orelhas.
  • Participar de brincadeiras nas quais as crianças escolhem os objetos, os espaços e as personagens.
  • Prestar ajuda quando incentivado ou autonomamente.
  • Acompanhar corporalmente as canções desenvolvendo senso rítmico.

TRAÇOS, SONS, CORES E FORMAS 

  • Traçar marcas gráficas, em diferentes suportes, usando instrumentos riscantes e tintas.
  • Vivenciar situações que envolvam música, movimento e desenho.
  • Identificar elementos em obras de arte e em imagens diversas.
  • Experimentar a capacidade expressiva do corpo (sons, gestos e expressão).
  • Dramatizar cenas de histórias conhecidas e experimentar movimentos ao som de músicas com ritmos variados.
  • Acompanhar, com atenção, uma apresentação de teatro infantil.
  • Explorar sons produzidos com o próprio corpo e com objetos do ambiente.
  • Explorar diferentes fontes sonoras e materiais para acompanhar brincadeiras cantadas, canções, músicas e melodias.
  • Usar o corpo e a voz para imitar e reproduzir sons.
  • Cantar com o grupo.
  • Conhecer os sons do seu entorno e do próprio corpo.
  • Explorar sons produzidos pelos instrumentos musicais não convencionais.
  • Participar de situações, com a orientação do professor, que envolvam uma sequência musical, seguindo símbolos: bater as mãos, bater os pés, entre outros.
  • Desenvolver habilidades manuais, como: enfileirar, empilhar e encaixar cubos.
  • Contribuir com as produções coletivas.
  • Manusear diferentes suportes disponibilizados em diferentes planos, texturas e espaços.
  • Manusear massa de modelar explorando a percepção tátil e a criatividade.

 ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO

  • Demonstrar interesse ao ouvir a leitura de poemas e a apresentação de músicas.
  • Reproduzir parlendas e canções de memória.
  • Demonstrar interesse ao ouvir histórias lidas ou contadas, observando ilustrações e os movimentos de leitura do adulto-leitor
  • Imitar as variações de entonação […] realizadas pelos adultos ao cantar e ao narrar trechos de memória de histórias.
  • Comunicar-se com outras pessoas usando movimentos, gestos, […] fala e outras formas de expressão.
  • Conhecer e manipular materiais impressos e audiovisuais em diferentes portadores (poemas, fábulas, contos etc.)
  • Conhecer e manipular diferentes instrumentos e suportes de escrita.
  • Brincar com sons onomatopaicos.
  • Incorporar novas palavras ao seu vocabulário.
  • Atender às primeiras regras de conversação.
  • Reconhecer alguns elementos da narrativa com a ajuda do professor.
  • Responder à perguntas sobre textos narrativos.
  • Demonstrar interesse por livros.
  • Manusear livros folheando-os progressivamente e com cuidado.
  • Ampliar progressivamente a concentração nas atividades propostas.
  • Identificar demonstrações emocionais das pessoas: afeto, carinho, medo, alegria, raiva etc.
  • Demonstrar interesse pelas atividades propostas.
  • Reconhecer vozes comuns ao seu cotidiano.
  • Participar de diferentes maneiras em situações de diálogo.
  • Utilizar palavras de boas maneiras, em situações do cotidiano, como: respeitando as regras de convivência em grupo.
  • Compreender as orientações dadas coletivamente, nos momentos das rodas de conversa, hora da novidade e contações de histórias.
  • Construir diferentes cenários para as brincadeiras de faz-de-conta.

ESPAÇOS, TEMPOS, QUANTIDADES, RELAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES

  • Explorar e descobrir as propriedades de objetos e materiais (odor, cor, sabor, temperatura)
  • Explorar o ambiente pela ação, sentidos, observação e pela experimentação, manipulando, experimentando e fazendo descobertas.
  • Manipular, experimentar, arrumar e explorar o espaço por meio de experiências.
  • Manipular materiais diversos e variados para comparar as diferenças e semelhanças entre eles.
  • Explorar possibilidades para resolver situações-problema do cotidiano.
  • Vivenciar diferentes ritmos, velocidades e fluxos nas interações e brincadeiras (em danças, balanços, escorregadores etc.)
  • Deslocar-se pela instituição educativa sabendo retornar à sua sala de referência.
  • Identificar os lugares da sala em que objetos pessoais e coletivos são colocados.
  • Utilizar e guardar seus pertences a partir da mediação do adulto.
  • Antecipar ações a partir de indícios: Ex: ao ver o professor com um livro, a criança se dirige ao cantinho da leitura.
  • Adaptar-se a vários ambientes da instituição educativa (sala, pátio, parquinho, refeitório etc.)
  • Realizar observações de objetos e seres vivos a partir de orientações dos adultos;
  • Aceitar o contato com elementos da natureza: água, terra, vento etc.
  • Aceitar mudar de atividade.
  • Colaborar com a organização dos espaços e usos dos materiais individuais e coletivos.
  • Compreender comandos simples do cotidiano escolar, como: guardar brinquedos, pegar determinados objetos, realizar uma atividade.
  • Utilizar a contagem oral em brincadeiras.
  • Desenvolver noções de orientação em relação à pessoas e objetos, deslocando-se no espaço.
  • Conhecer e explorar os espaços da sala de aula, deslocando-se gradativamente, com autonomia.
  • Manusear objetos variados, empilhando-os, encaixando-os, derrubando-os e repetindo as ações.
  • Reconhecer posições: dentro/fora, em cima/embaixo, frente/atrás.
  • Reconhecer conceitos básicos: grande/pequeno, cheio/vazio, muito/pouco, maior/menor.
  • Desenvolver habilidades manuais, como: encaixar, rasgar, pintar, modelar, pinçar, amassar.
  • Compreender as noções de: aberto/fechado, alto/baixo.

Interagir com o grupo nas brincadeiras que envolvem sensações e expressar sua percepção diante das diferentes texturas, degustações, cheiros e discriminação sonora.

logomarca

CAMPOS DE EXPERIÊNCIA E OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO

MATERNAL 2 (GRUPO 2)

 

Planejamento: palavra que, em linguagem lúdica, pertence à mesma família da palavra “abracadabra”, quando, de modo todo exibido demonstra ser capaz de transformar ensino em aprendizagem.
Deyse Campos

O EU, O OUTRO E O NÓS

  • Perceber que suas ações tem efeitos nas outras crianças e nos adultos.
  • Perceber as possibilidades e os limites de seu corpo nas brincadeiras e interações das quais participa.
  • Interagir com crianças da mesma faixa etária e adultos ao explorar materiais, objetos, brinquedos.
  • Comunicar necessidades, desejos e emoções, utilizando […] palavras, gestos.
  • Reconhecer seu corpo e expressar suas sensações em momentos de alimentação, higiene, brincadeira e descanso.
  • Atender progressivamente à regras simples de convívio social.
  • Interagir com outras crianças da mesma faixa etária e adultos, adaptando-se ao convívio social.
  • Interagir com seus pares e adultos estabelecendo com eles relações de confiança.
  • Atender aos pedidos do professor.
  • Participar de experiências com um grupo de crianças.
  • Realizar trocas de jogos, brinquedos e materiais.
  • Expressar as próprias necessidades.
  • Manifestar suas emoções.
  • Descobrir quais comportamentos nos fazem estar bem juntos.
  • Demonstrar sentimento de pertencimento à família e à Escola.
  • Identificar alguns símbolos de nosso ambiente cultural.
  • Perceber alguns aspectos do modo de vida da cultura na qual está inserida.
  • Escutar quem fala.
  • Responder à perguntas simples.
  • Reconhecer e nomear alguns colegas e pessoas do convívio social.
  • Respeitar e cumprir regras de convívio social.
  • Demonstrar iniciativa para pedir ajuda.
  • Separar-se tranquilamente dos familiares.
  • Identificar seus pertences.
  • Prestar ajuda quando incentivado ou autonomamente.
  • Perceber a necessidade ou o choro de um colega.

CORPO, GESTOS E MOVIMENTOS

  

  • Movimentar as partes do corpo para exprimir corporalmente emoções, necessidades e desejos.
  • Ampliar suas possibilidades de movimento (pular, saltar, rolar, correr, subir, descer, entre outras).
  • Experimentar as possibilidades corporais nas brincadeiras e interações em ambientes acolhedores e desafiantes.
  • Participar do cuidado do seu corpo e da promoção do seu bem-estar.
  • Explorar diferentes formas de expressão com o corpo.
  • Utilizar os movimentos de encaixe e lançamento, bem como realizar ações de rasgar e desenhar para ampliação de suas habilidades manuais.
  • Descobrir o corpo e a realidade por meio dos sentidos.
  • Participar de jogos por meio do movimento.
  • Descobrir as primeiras regras nas brincadeiras em grupo.
  • Desenvolver a coordenação motora ampla executando mais de um movimento corporal ao mesmo tempo.
  • Explorar alguns materiais, como bola, arco e corda.
  • Explorar diferentes movimentos ao som de uma música.
  • Perceber as partes do próprio corpo.
  • Identificar algumas características físicas de si mesmo e das outras pessoas.
  • Fazer carinho nas outras crianças e adultos.
  • Identificar alguns alimentos de seu cotidiano.
  • Demonstrar independência e autonomia durante a alimentação.

TRAÇOS, SONS, CORES E FORMAS

 

  • Traçar marcas gráficas, em diferentes suportes, usando instrumentos riscantes e tintas.
  • Vivenciar situações que envolvam música, movimento e desenho.
  • Identificar elementos em obras de arte e em imagens diversas.
  • Experimentar a capacidade expressiva do corpo (sons, gestos e expressão).
  • Dramatizar cenas de histórias conhecidas e experimentar movimentos ao som de músicas com ritmos variados.
  • Acompanhar, com atenção, uma apresentação de teatro infantil.
  • Explorar sons produzidos com o próprio corpo e com objetos do ambiente.
  • Explorar diferentes fontes sonoras e materiais para acompanhar brincadeiras cantadas, canções, músicas e melodias.
  • Usar o corpo e a voz para imitar e reproduzir sons.
  • Cantar com o grupo.
  • Conhecer os sons do seu entorno.
  • Explorar sons produzidos pelos instrumentos musicais não convencionais.
  • Participar de situações, com a orientação do professor, que envolvam uma sequência musical, seguindo símbolos: bater as mãos, bater os pés, entre outros.

ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO

  • Responder quando é chamado pelo seu nome e referir-se às pessoas pelo nome delas.
  • Demonstrar interesse ao ouvir a leitura de poemas e a apresentação de músicas.
  • Reproduzir parlendas e canções de memória.
  • Demonstrar interesse ao ouvir histórias lidas ou contadas, observando ilustrações e os movimentos de leitura do adulto-leitor (modo de segurar o portador e de virar as páginas).
  • Imitar as variações de entonação […] realizadas pelos adultos ao cantar e ao narrar trechos de memória de histórias.
  • Comunicar-se com outras pessoas usando movimentos, gestos, […] fala e outras formas de expressão.
  • Conhecer e manipular materiais impressos e audiovisuais em diferentes portadores (poemas, fábulas, contos etc.)
  • Conhecer e manipular diferentes instrumentos e suportes de escrita.
  • Brincar com sons onomatopaicos.
  • Incorporar novas palavras ao seu vocabulário.
  • Atender às primeiras regras de conversação.
  • Reconhecer alguns elementos da narrativa com a ajuda do professor.
  • Responder à perguntas sobre textos narrativos.
  • Demonstrar interesse por livros.
  • Manusear livros folheando-os progressivamente e com cuidado.
  • Ampliar progressivamente a concentração nas atividades propostas.
  • Identificar demonstrações emocionais das pessoas: afeto, carinho, medo, alegria, raiva etc.

ESPAÇOS, TEMPOS, QUANTIDADES, RELAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES

  • Explorar e descobrir as propriedades de objetos e materiais (odor, cor, sabor, temperatura)
  • Explorar o ambiente pela ação e observação (e também pela experimentação), manipulando, experimentando e fazendo descobertas.
  • Observar os elementos da natureza.
  • Participar de situações que envolvam o cuidado de plantas e animais nos espaços da instituição e fora dela.
  • Manipular, experimentar, arrumar e explorar o espaço por meio de experiências.
  • Manipular materiais diversos e variados para comparar as diferenças e semelhanças entre eles.
  • Explorar possibilidades para resolver situações-problema do cotidiano.
  • Vivenciar diferentes ritmos, velocidades e fluxos nas interações e brincadeiras (em danças, balanços, escorregadores etc.)
  • Deslocar-se pela instituição educativa sabendo retornar à sua sala de referência.
  • Identificar os lugares da sala em que objetos pessoais e coletivos são colocados.
  • Utilizar e guardar seus pertences a partir da mediação do adulto.
  • Antecipar ações a partir de indícios: Ex: ao ver o professor com um livro, a criança se dirige ao cantinho da leitura.
  • Adaptar-se a vários ambientes da instituição educativa (sala, pátio, parquinho, refeitório etc.)
  • Realizar observações de objetos e seres vivos a partir de orientações dos adultos;
  • Aceitar o contato com elementos da natureza: água, terra, vento etc.
  • Aceitar mudar de atividade.

logomarca

CAMPOS DE EXPERIÊNCIA E OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO

MATERNAL 3 (GRUPO3)

 

Planejamento: palavra que, em linguagem lúdica, pertence à mesma família da palavra “abracadabra”, quando, de modo todo exibido demonstra ser capaz de transformar ensino em aprendizagem.
Deyse Campos

O EU, O OUTRO E O NÓS

  • Perceber que suas ações têm efeitos nas outras crianças e nos adultos.
  • Perceber as possibilidades e os limites de seu corpo nas brincadeiras e interações das quais participa.
  • Interagir com crianças da mesma faixa etária e adultos ao explorar materiais, objetos, brinquedos.
  • Comunicar necessidades, desejos e emoções, utilizando […] palavras.
  • Reconhecer seu corpo e expressar suas sensações em momentos de alimentação, higiene, brincadeira e descanso.
  • Identificar as suas características físicas e as das pessoas com as quais convive.
  • Atender progressivamente à regras simples de convívio social.
  • Interagir com seus pares e adultos estabelecendo com eles relações de confiança.
  • Atender aos pedidos do professor.
  • Participar de experiências com um grupo de crianças.
  • Realizar trocas de jogos, brinquedos e materiais.
  • Identificar seus gostos, suas preferências e suas características pessoais.
  • Expressar as próprias necessidades.
  • Manifestar suas emoções.
  • Demonstrar sentimento de pertencimento à família e à Escola.
  • Identificar alguns símbolos do nosso ambiente cultural.
  • Perceber alguns aspectos do modo de vida da cultura na qual está inserida.
  • Escutar quem fala.
  • Responder à perguntas simples.
  • Reconhecer-se como integrante de um grupo.
  • Reconhecer e nomear alguns colegas e pessoas do convívio social.
  • Saber pedir e oferecer ajuda.
  • Aceitar dividir a atenção do adulto.
  • Separar-se tranquilamente dos familiares.
  • Esperar sua vez para ser atendido.
  • Reagir positivamente à frustração.
  • Identificar as relações de parentesco mais simples.
  • Identificar festas Culturais do Calendário.
  • Ampliar o convívio social, relacionando-se com pessoas presentes no seu contexto escolar interagindo com as mesmas.
  • Conhecer e utilizar regras de convivência em grupo, como por exemplo: esperar a vez de falar, acompanhar o grupo ao sair da sala.
  • Perceber o nome como característica própria que o identifica e o diferencia dos demais.
  • Utilizar palavras de boas maneiras em situações do cotidiano, como: desculpa, obrigado(a), com licença, por favor.
  • Valorizar os cuidados com os materiais de uso individual e coletivo.
  • Respeitar a produção própria e alheia.
  • Manusear tesoura e fazer dobraduras.

CORPO, GESTOS E MOVIMENTOS     

  • Movimentar as partes do corpo para exprimir corporalmente emoções, necessidades e desejos.
  • Ampliar suas possibilidades de movimento (pular, saltar, rolar, correr, subir, descer, entre outras).
  • Experimentar as possibilidades corporais nas brincadeiras e interações em ambientes acolhedores e desafiantes.
  • Participar do cuidado do seu corpo e da promoção do seu bem-estar.
  • Discriminar as principais relações topológicas: em cima, embaixo, de um lado, de outro.
  • Explorar diferentes formas de expressão com o corpo.
  • Utilizar os movimentos de encaixe e lançamento, bem como realizar ações de rasgar e desenhar para ampliação de suas habilidades, manuais.
  • Descobrir o corpo e a realidade por meio dos sentidos.
  • Participar de jogos por meio do movimento.
  • Descobrir as primeiras regras nas brincadeiras em grupo.
  • Desenvolver a coordenação motora ampla executando mais de um movimento corporal ao mesmo tempo.
  • Explorar alguns materiais, como bola, arco e corda.
  • Identificar diferentes objetos utilizados na higiene, alimentação e repouso.
  • Identificar alguns alimentos de seu cotidiano.
  • Comer sem ajuda.
  • Utilizar o vaso sanitário, sem auxílio.
  • Reconhecer, identificar e nomear algumas partes do seu corpo: cabeça, braços, pernas, mãos, joelhos, olhos, boca, nariz e orelhas.
  • Interessar-se pelo entorno escolar e respeitar as diferenças.
  • Perceber algumas de suas características físicas, comparando-as com as do outro (amigos, familiares e conhecidos)
  • Observar e experimentar, por meio de diferentes sentidos, elementos do seu ambiente, verbalizando o que vê e sente.

TRAÇOS, SONS, CORES E FORMAS

  • Traçar marcas gráficas, em diferentes suportes, usando instrumentos riscantes e tintas.
  • Vivenciar situações que envolvam música, movimento e desenho.
  • Contar sobre sua produção.
  • Conhecer e experimentar a composição de diferentes cores.
  • Identificar elementos em obras de arte e em imagens diversas.
  • Experimentar a capacidade expressiva do corpo (sons, gestos e expressão).
  • Dramatizar cenas de histórias conhecidas e experimentar movimentos ao som de músicas com ritmos variados.
  • Acompanhar, com atenção, uma apresentação de teatro infantil.
  • Explorar sons produzidos com o próprio corpo e com objetos do ambiente.
  • Explorar diferentes fontes sonoras e materiais para acompanhar brincadeiras cantadas, canções, músicas e melodias.
  • Usar o corpo e a voz para imitar e reproduzir sons.
  • Cantar com o grupo.
  • Conhecer os sons do próprio corpo.
  • Descobrir as características de um som (forte e fraco, rápido e lento).
  • Explorar sons produzidos pelos instrumentos musicais não convencionais.
  • Participar de situações, com a orientação do professor, que envolvam uma sequência musical, seguindo símbolos: bater as mãos, bater os pés, entre outros.
  • Registrar informações por meio de diferentes recursos: desenhos, textos orais gravados, fotos, pinturas etc.
  • Desenvolver habilidades manuais, como: encaixar, rasgar, pintar, modelar, pinçar, amassar.
  • Identificar as cores primárias e as seguintes cores secundárias: verde, alaranjado e roxo.
  • Reconhecer as posições: dentro/fora, em cima/Embaixo, frente/atrás.
  • Ampliar as possibilidades de expressão, suando técnicas e materiais diversos, como: lixa, algodão, plástico bolha, papéis diversificados.
  • Utilizar os conceitos básicos de medidas: grande/ pequeno, cheio/vazio, muito/pouco, maior/menor.
  • Reconhecer e nomear as formas geométricas: quadrado, círculo, triângulo e retângulo.
  • Ampliar a representação gráfica do seu esquema corporal, por meio de músicas, jogos, brincadeiras, imitações, gestos e expressões.
  • Expressar ideias por meio de desenhos, garatujas (rabiscos), diferentes traçados (grandes e pequenos), utilizando  adequadamente os espaços para o registro.
  • Reconhecer o próprio nome dentro do conjunto de nomes do grupo.
  • Realizar atividades envolvendo sequência de cores e formas geométricas.
  • Participar de situações cotidianas nas quais se faça necessário o uso da escrita de textos feitos coletivamente (professora escriba)
  • Escrever o nome, em caixa alta.
  • Participar de atividades que envolvem o raciocínio lógico-matemático, no dia a dia escolar.
  • Identificar as cores neutras: branco, cinza e preto.

ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO

  • Reproduzir parlendas e canções de memória.
  • Demonstrar interesse ao ouvir histórias lidas ou contadas, observando ilustrações e os movimentos de leitura do adulto-leitor (modo de segurar o portador e de virar as páginas).
  • Reconhecer elementos das ilustrações de histórias, apontando-os, a pedido do adulto-leitor, diferenciando imagens de texto verbal.
  • Imitar as variações de entonação […] realizadas pelos adultos ao cantar e ao narrar trechos de memória de histórias.
  • Comunicar-se com outras pessoas usando movimentos, gestos, […] fala e outras formas de expressão.
  • Conhecer e manipular materiais impressos e audiovisuais em diferentes portadores (livro, revista, gibi, jornal, cartaz, CD, tablete etc.)
  • Participar de situações de escuta de textos em diferentes gêneros textuais (poemas, fábulas, contos, receitas, quadrinhos, anúncios etc.)
  • Conhecer e manipular diferentes instrumentos e suportes de escrita.
  • Discriminar partes de palavras em situações de brincadeiras da tradição oral.
  • Brincar com sons onomatopaicos.
  • Incorporar novas palavras ao seu vocabulário.
  • Brincar com as palavras em situações de cantigas, parlendas, quadrinhos e poemas.
  • Expressar verbalmente as próprias necessidades e sentimentos.
  • Atender às primeiras regras de conversação.
  • Reconhecer alguns elementos da narrativa com a ajuda do professor.
  • Recorrer a colegas e/ou adultos para mediar situações de conflitos.
  • Responder à perguntas sobre textos narrativos.
  • Recontar uma história explicitando o que acontece antes e depois.
  • Relatar vivência respeitando a sequência de antes e depois.
  • Demonstrar interesse por livros.
  • Manusear livros folheando-os progressivamente e com cuidado.
  • Diferenciar desenhos de escrita.
  • Distinguir letras de números.
  • Perceber que as letras do alfabeto têm nome.
  • Observar a direção da escrita utilizada pelo professor.
  • Fazer uso de garatujas nas situações de escrita espontânea.
  • Identificar a letra inicial de seu nome.
  • Brincar com os sons das palavras.
  • Reconhecer a importância da escrita do próprio nome para a identificação de pertences e produções.
  • Realizar pseudoleitura de textos que sabe de cor.
  • Reconhecer que é possível ler imagens e textos verbais.
  • Participar da leitura compartilhada de diferentes gêneros textuais.
  • Reagir positivamente à frustração.
  • Atribuir à leitura, feita pelo professor, de diferentes gêneros textuais: canção, poema, convite, haicai, trava-lingua, parlenda, quadrinha, conto, fábula, texto de divulgação científica, regras de jogo, receita.
  • Participar dando ideias para a produção coletiva de diferentes gêneros textuais.
  • Demonstrar curiosidades e interesse por elementos novos em seu cotidiano.
  • Discutir suas ideias com os colegas.
  • Priorizar o diálogo como forma de lidar com conflitos.
  • Negociar soluções para situações de impasse.
  • Expressar desejos, desagrados, necessidades sentimentos, emoções, preferências e vontades.
  • Expressar-se por meio de diferentes linguagens.
  • Identificar e nomear demonstrações emocionais das pessoas: afeto, carinho, medo, alegria, raiva etc.
  • Contribuir com as produções coletivas.
  • Compreender as orientações dadas coletivamente, nos momentos de rodas de conversa, hora da novidade e contação de histórias.
  • Buscar estratégias, como a dramatização e a imitação, para criar e recontar histórias conhecidas pelo grupo.
  • Reconhecer e nomear os objetos utilizados no seu dia a dia.
  • Formular perguntas e levantar hipóteses de respostas sobre os diversos temas propostos durante as aulas.
  • Expressar-se por meio da linguagem e de desenhos, os conhecimentos prévios a respeito de assuntos abordados em sala de aula.
  • Valorizar o diálogo como forma de lidar com conflitos.
  • Ampliar a capacidade de escuta, esperando, quando necessário, a sua vez para falar.

ESPAÇOS, TEMPOS, QUANTIDADES, RELAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES

  • Compartilhar o espaço, materiais, brinquedos e pessoas.
  • Explorar e descobrir as propriedades de objetos e materiais (odor, cor, sabor, temperatura) e a posição de um objeto no espaço.
  • Explorar relações de causa e efeito (transbordar, tingir, misturar […]) na interação com o mundo físico.
  • Observar as mudanças climáticas.
  • Explorar o ambiente pela ação e observação (e também pela experimentação), manipulando, experimentando e fazendo descobertas.
  • Observar os elementos da natureza: calor/frio e chuva.
  • Participar de situações que envolvam o cuidado de plantas e animais nos espaços da instituição e fora dela.
  • Manipular, experimentar, arrumar e explorar o espaço por meio de experiências […]
  • Manipular materiais diversos e variados para comparar as diferenças e semelhanças entre eles.
  • Identificar seus pertences.
  • Utilizar e guardar os pertences da sala autonomamente.
  • Deslocar-se pela instituição educativa identificando seus diversos espaços.
  • Escolher brinquedos, objetos, colegas e espaços para brincar.
  • Organizar objetos, brinquedos, pertences sem ajuda de um adulto.
  • Identificar lugares da sala em que objetos pessoais e coletivos são colocados.
  • Realizar observações de objetos e seres vivos a partir da orientação dos adultos.
  • Explorar possibilidades para resolver situações-problema do cotidiano.
  • Diferenciar dia e noite.
  • Vivenciar diferentes ritmos, velocidades e fluxos nas interações e brincadeiras (em danças, balanços, escorregadores etc.)
  • Perceber seu crescimento.
  • Perceber a presença de números em diferentes contextos de uso.
  • Recitar a sequência numérica em brincadeiras e jogos, mesmo não convencionalmente.
  • Participar de situações que envolvam o contato com os símbolos numéricos.
  • Identificar e registrar símbolos numéricos até 10 e relacioná-los à respectiva quantidade.
  • Participar de situações que envolvam o registro de quantidade, realizado pelo professor, fazendo comparações (poucos e muitos).
  • Comparar grandezas e medidas: grande/ pequeno/ médio, alto/baixo, aberto/fechado, todo/parte.
  • Demonstrar curiosidade quanto aos recursos tecnológicos.
  • Identificar algumas espécies da fauna e da flora brasileira.
  • Realizar alguns cuidados necessários à preservação do ambiente natural.
  • Identificar festas culturais do Calendário.
  • Aceitar o contato com elementos da natureza: água, terra, vento etc.
  • Colaborar com a organização dos espaços e uso dos materiais individuais e coletivos.
  • Participar na realização de pequenas tarefas do cotidiano que envolvam ações de cooperação, solidariedade e ajuda na relação com os outros.
  • Participar de situações que envolvam classificação e sequenciação.
  • Agrupar elementos seguindo critérios solicitados.
  • Compreender atitudes de manutenção e preservação dos espaços coletivos e do ambiente.
  • Utilizar adequadamente os termos para expressar sentimentos.
  • Participar de brincadeiras nas quais as crianças escolhem os parceiros, os objetos, os temas, os espaços e as personagens.
  • “Ler” rótulos e organizá-los por características.
  • Reconhecer as seguintes posições: dentro/fora, em cima/embaixo, frente/atrás, lado a lado.
  • Discriminar por meio do paladar os sabores: doce, salgado e azedo.
  • Reconhecer a importância das frutas para uma alimentação saudável.
  • Transformar lixo reciclável em brinquedos de forma simples e criativa.

logomarca

CAMPOS DE EXPERIÊNCIA E OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO

 

Planejamento: palavra que, em linguagem lúdica, pertence à mesma família da palavra “abracadabra”, quando, de modo todo exibido demonstra ser capaz de transformar ensino em aprendizagem.
Deyse Campos

O EU, O OUTRO E O NÓS

  • Demonstrar atitudes de cuidado e solidariedade na interação com crianças e adultos.
  • Demonstrar imagem positiva de si e confiança em sua capacidade para enfrentar dificuldades e desafios.
  • Compartilhar os objetos e os espaços com crianças da mesma faixa etária e adultos.
  • Comunicar-se com os colegas e os adultos, buscando compreendê-los e fazendo-se compreender.
  • Adotar práticas de cuidado com o corpo voltadas à saúde e ao bem-estar.
  • Perceber que as pessoas têm características físicas diferentes, respeitando essas diferenças.
  • Respeitar regras básicas de convívio social nas interações e brincadeiras.
  • Participar das decisões conjuntas, visando ao melhor convívio social.
  • Resolver conflitos nas interações e brincadeiras, com a orientação de um adulto.
  • Compreender e seguir os comandos do professor.
  • Compartilhar experiências com os colegas.
  • Usar de modo adequado jogos e materiais.
  • Manifestar sua identidade.
  • Comunicar verbalmente as próprias necessidades.
  • Reconhecer e expressar emoções e sentimentos.
  • Aprender a estar bem com os outros por meio de comportamentos adequados.
  • Perceber que faz parte de um grupo da Escola e de um grupo familiar.
  • Conhecer alguns símbolos e tradições do nosso ambiente cultural.
  • Conhecer alguns modos de vida de culturas diferentes da sua.
  • Prestar atenção nas pessoas que estão falando.
  • Conversar manifestando seu próprio ponto de vista.
  • Vivenciar experiências novas.
  • Interagir com ideias e opiniões dos outros.
  • Negociar soluções para situações utilizando-se de variadas estratégias e recursos.
  • Identificar aspectos singulares de si mesmo e das pessoas com as quais convive no cotidiano, respeitando-as.
  • Identificar as relações de parentesco mais simples.
  • Trabalhar a pontualidade e a assiduidade.
  • Apropriar-se dos combinados estabelecidos pelo grupo, contribuindo para a harmonia das relações.
  • Respeitar as ideias e os pontos de vistas dos outros, em atividades de produção coletiva.
  • Demonstrar iniciativa para desenvolver as atividades propostas na rotina escolar diária.
  • Trabalhar os hábitos de: cumprimentar, despedir, agradecer, pedir licença.
  • Conhecer algumas regras de convivência como: partilha, organização e respeito.
  • Valorizar os cuidados com os materiais de uso individual e coletivo.
  • Adotar atitude positiva frente a desafios.
  • Participar de tarefas que tenham em vista uma produção coletiva.
  • Registrar a percepção de mundo por meio de diversas linguagens: oralidade, escrita, pintura, modelagem, recorte e desenho.
  • Reconhecer as letras do alfabeto em textos e/ou palavras escritas.
  • Compreender a função e significado de imagens, folders, placas, cartazes, sinalizador e informativos, a fim de refletir sobre as ações cotidianas no trânsito.
  • Participar da construção coletiva da listagem de palavras significativas para o grupo.

CORPO, GESTOS E MOVIMENTOS

  • Apropriar-se de gestos e movimentos da sua cultura no cuidado de si e nos jogos e brincadeiras.
  • Explorar formas de deslocamento no espaço (pular, saltar, danças), combinando movimentos e seguindo orientações.
  • Explorar suas possibilidades corporais nas situações de brincadeiras e nas atividades cotidianas.
  • Demonstrar progressiva independência no cuidado do seu corpo.
  • Deslocar seu corpo no espaço, orientando-se por noções como em frente, atrás, no alto, embaixo, dentro, fora etc, ao se envolver em brincadeiras e atividades de diferentes naturezas.
  • Expressar corporalmente sentimentos, sensações, emoções nas situações cotidianas e em brincadeiras.
  • Desenvolver progressivamente as habilidades manuais, adquirindo controle para desenhar, pintar, rasgar, recortar, folhear, entre outros.
  • Usar os sentidos para conhecer o próprio corpo e o meio em que vive.
  • Identificar alimentos importantes para seu crescimento.
  • Experimentar a potencialidade do corpo em situações de jogos corporais.
  • Respeitar as regras nos jogos organizados.
  • Usar com desenvoltura os movimentos corporais, articulando mais de um movimento.
  • Conhecer e ampliar as possibilidades de uso de diferentes tipos de material.
  • Movimentar-se seguindo uma simples coreografia.
  • Conhecer globalmente o próprio corpo.
  • Representar graficamente de forma detalhada a figura humana.
  • Realizar pequenas ações cotidianas ao seu alcance para adquirir independência (deslocar-se, beber água, pegar e guardar objetos etc).
  • Vestir-se e despir-se sem ajuda.

 TRAÇOS, SONS, CORES E FORMAS

  • Utilizar materiais variados com possibilidades de manipulação (argila, massa de modelar), explorando cores, texturas, superfícies, planos, formas e volumes ao criar objetos tridimensionais.
  • Representar graficamente algo vivenciado.
  • Explorar diferentes formas de expressão por meio do desenho, da música, do movimento corporal e do teatro.
  • Relatar como fez suas produções gráficas atribuindo sentido a elas.
  • Manifestar apreciação por obras de arte e imagens diversas e exprimir simples juízos estéticos.
  • Conhecer a capacidade expressiva do corpo (dramatização mímica, gestualidade e movimento).
  • Explorar suas possibilidades de movimentos em danças e em encenações.
  • Assistir a espetáculos teatrais, filmes e documentários.
  • Criar sons com materiais, objetos e instrumentos musicais, para acompanhar diversos ritmos de música.
  • Utilizar diferentes fontes sonoras disponíveis no ambiente em brincadeiras cantadas, cantigas, canções, músicas e melodias.
  • Usar o corpo e a voz para reproduzir e inventar sons e ruídos.
  • Cantar em grupo.
  • Descobrir e utilizar os sons do próprio corpo.
  • Escutar e identificar sons e ruídos de uma paisagem sonora.
  • Experimentar as características de um som (forte, fraco, longo, curto, rápido e lento).
  • Experimentar instrumentos musicais convencionais e não convencionais.
  • Participar de situações que envolvam uma sequência musical seguindo símbolos: bater as mãos, bater os pés, entre outros.
  • Interpretar registros como desenhos, fotografias, maquetes.
  • Identificar, nomear e traçar as letras do alfabeto.
  • Identificar e traçar o seu nome próprio.
  • Contribuir com as atividades coletivas, buscando qualidade da produção.
  • Demonstrar respeito e comprometimento pela própria produção, bem como pela do colega.
  • Reconhecer as letras do seu nome em textos e/ou palavras escritos pela professora.
  • Ampliar a representação gráfica, utilizando o espaço destinado ao desenho, de maneira organizada e acrescentando mais detalhes.
  • Fazer leitura hipotética de palavras, tendo como referência a imagem de algo que a represente e/ou a letra inicial.
  • Conhecer as letras do alfabeto e estabelecer relações entre as letras e palavras escritas com elas.

ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO

  • Dialogar com crianças e adultos, expressando seus desejos, necessidades, sentimentos e opiniões.
  • Identificar e criar diferentes sons, reconhecer rimas e aliterações em cantigas de roda e textos poéticos.
  • Memorizar, repetir, contar e recitar parlendas, quadrinhas, canções, trava-línguas, poemas e histórias.
  • Demonstrar interesse e atenção ao ouvir a leitura de histórias e outros textos, diferenciando escrita de ilustrações e acompanhando, com orientação do adulto-leitor, a direção da leitura (de cima para baixo, da esquerda para a direita).
  • Formular e responder perguntas sobre fatos da história narrada, identificando cenários, personagens e principais acontecimentos.
  • Relatar experiências e fatos acontecidos, histórias ouvidas, filmes ou peças teatrais assistidos etc.
  • Criar e contar histórias oralmente, com base em imagens ou temas sugeridos.
  • Manusear diferentes portadores textuais, demonstrando reconhecer seus usos sociais.
  • Manipular textos e participar de situações de escuta para ampliar seu contato com diferentes gêneros textuais (parlendas, histórias de aventura, tirinhas, cartazes de sala, cardápios, notícias etc.)
  • Manusear diferentes instrumentos e suportes de escrita para desenhar, traçar letras e outros sinais gráficos.
  • Brincar com a pronúncia das palavras em parlendas, poemas, trava-línguas etc.
  • Brincar e criar sons onomatopaicos.
  • Ampliar o vocabulário, aplicando-o em diferentes situações comunicativas.
  • Brincar com as palavras em situações orais reconhecendo que podem apresentar significados distintos.
  • Expressar as próprias necessidades fazendo-se entender.
  • Conversar respeitando sua vez de falar.
  • Escutar o adulto que fala, conta e lê.
  • Compreender o significado global de uma narrativa.
  • Reproduzir verbalmente textos ouvidos com o auxílio de perguntas simples.
  • Relatar vivências e histórias pessoais respeitando a sequência de começo, meio e fim.
  • Demonstrar interesse por livros buscando por eles espontaneamente.
  • Manusear livros e revistas adotando progressivamente procedimentos de leitor (observar a capa, marcar a página em que parou, folhear com cuidado etc.)
  • Compreender que, para escrever, são necessárias as letras do alfabeto.
  • Usar letras, mesmo de forma não convencional, na escrita espontânea.
  • Conhecer todas as letras do alfabeto.
  • Escrever, mesmo não convencionalmente, considerando a direção da escrita (da esquerda para a direita e de cima para baixo).
  • Utilizar as letras do alfabeto considerando a invariância de suas formas.
  • Identificar a letra inicial do nome dos colegas.
  • Reconhecer o som inicial das palavras.
  • Escrever de forma autônoma o próprio nome.
  • Reconhecer que os textos são compostos de partes menores (as palavras).
  • Realizar pseudoleitura ajustando progressivamente o texto para o professor, perceber que existe uma correlação, entre a língua falada e a língua escrita.
  • Demonstrar interesse por diferentes gêneros textuais: canção, poemas, convite, bilhete, correspondência eletrônica, haicais, trava-língua, parlenda, quadrinha, conto, fábula, lendas, história em quadrinhos, tira, texto de divulgação científica, regras de jogo, receita.
  • Participar de forma cooperativa na produção coletiva de diferentes gêneros textuais.
  • Utilizar-se dos jogos simbólicos (o faz-de-conta durante as brincadeiras).
  • Valorizar o diálogo como forma de lidar com os conflitos.
  • Elaborar perguntas e respostas de acordo com os diversos contextos dos quais participa.
  • Compreender orientações dadas coletivamente.

ESPAÇOS, TEMPOS, QUANTIDADES, RELAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES

  • Explorar e descrever semelhanças e diferenças entre as características e propriedades dos objetos (textura, massa, tamanho).
  • Observar, relatar […] incidentes do cotidiano e fenômenos naturais (luz solar, vento, chuva etc.)
  • Buscar informações em diferentes fontes sobre a natureza e seus fenômenos.
  • Conhecer hábitos, características físicas e ambiente natural de diferentes animais.
  • Compartilhar, com outras crianças, situações de cuidado de plantas e animais nos espaços da instituição e fora dela.
  • Identificar relações espaciais (dentro/ fora, em cima/embaixo, acima/abaixo, entre/ do lado) e temporais (antes, durante e depois).
  • Representar o espaço por meio de desenho, maquetes, escrita espontânea.
  • Identificar algumas formas geométricas: círculo, quadrado, triângulo e retângulo.
  • Classificar objetos, considerando determinado atributo (tamanho, [massa], cor, forma etc.)
  • Utilizar recursos da rotina para acompanhar o passar do tempo.
  • Circular pelos espaços de seu cotidiano de forma autônoma.
  • Demonstrar interesse em cuidar de plantas ou animais.
  • Aceitar participar de atividades em que não tenha sido bem sucedido anteriormente.
  • Levantar hipóteses para resolver situações-problemas do cotidiano.
  • Conhecer os diferentes momentos de um dia: manhã, tarde e noite.
  • Utilizar conceitos básicos de tempo (agora/ antes, durante/depois, ontem/hoje/ amanhã, lento/ rápido, depressa/ devagar).
  • Relatar fatos importantes sobre seu crescimento.
  • Fazer uso dos números em diferentes situações do cotidiano.
  • Contar* […] objetos, pessoas, livros etc, em contextos diversos. *Até 20 elementos com precisão.
  • Reconhecer os símbolos numéricos em diferentes portadores (calendário, quadro numérico, gráficos).
  • Identificar e ler números até 20.
  • Compreender e registrar com números a quantidade de crianças (meninas e meninos, presentes e ausentes) e a quantidade de objetos da mesma natureza (boneca, bolas, livros etc.)
  • Ler e participar da construção de gráficos.
  • Relacionar grandezas: grande/ pequeno, alto/baixo, curto/comprido, cheio/ vazio, pesado/ leve.
  • Conhecer alguns recursos tecnológicos.
  • Aceitar ser o centro das atenções.
  • Identificar problemas ambientais na sua comunidade.
  • Participar de atividades que envolvam processos de confecção de objetos.
  • Adotar espontânea e cotidianamente, atitudes de manutenção e preservação dos espaços coletivos e do ambiente.
  • Participar na preparação de eventos culturais: teatros, mostras, saraus, exposições, festas etc.
  • Expressar sentimentos e nomeá-los.
  • Acompanhar a leitura de textos informativos relacionados ao tema que está sendo abordado.
  • Associar letras às palavras de igual inicial, tendo uma imagem como referência.
  • Perceber as diferentes características dos objetos e animais, classificando-os mediante critérios: forma, cor, textura, tamanho.
  • Realizar atividades adotando critérios de: classificação e sequenciação.
  • Registrar números, até 20, relacionando-os à sua quantidade.
  • Agrupar elementos seguindo os critérios solicitados.
  • Responsabilizar-se por guardar e cuidar dos seus pertences pessoais.
  • Valorizar os cuidados com os materiais de uso individual e coletivo.
  • Estabelecer relações entre o que já conhece e os conhecimentos adquiridos.
  • Reconhecer a importância e utilização da moeda, para o comércio de produtos, em feiras e mercados.
  • Identificar um número em uma série.
  • Conhecer diferentes culturas regionais.

logomarca

CAMPOS DE EXPERIÊNCIA E OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO

2º PERÍODO (GRUPO V)

 

Planejamento: palavra que, em linguagem lúdica, pertence à mesma família da palavra “abracadabra”, quando, de modo todo exibido demonstra ser capaz de transformar ensino em aprendizagem.
Deyse Campos

O EU, O OUTRO E O NÓS

  • Demonstrar empatia pelos outros, percebendo que as pessoas têm diferentes sentimentos, necessidades e maneiras de pensar e agir.
  • Agir de maneira independente, com confiança em suas capacidades, reconhecendo suas conquistas e limitações.
  • Ampliar as relações interpessoais, desenvolvendo atitudes de participação e cooperação.
  • Comunicar suas ideias e sentimentos à pessoas e grupos diversos.
  • Adotar e valorizar atitudes relacionadas ao cuidado consigo mesmo e com a saúde.
  • Demonstrar valorização das características de seu corpo e respeitar as características dos outros (crianças e adultos) com os quais convive.
  • Compreender a necessidade das regras nas brincadeiras e nas demais situações de interação.
  • Respeitar as decisões conjuntas, comprometendo-se com elas.
  • Usar estratégias pautadas no respeito mútuo para lidar com conflitos nas interações com crianças e adultos.
  • Conviver harmoniosamente no ambiente escolar.
  • Colaborar para a realização das atividades em grupo.
  • Compartilhar de modo adequado jogos e materiais com os colegas.
  • Reconhecer e valorizar aspectos de sua identidade.
  • Relatar o próprio pensamento e as próprias experiências.
  • Nomear suas emoções e progressivamente saber lidar com elas em diferentes situações.
  • Manifestar atitudes de amizade e solidariedade.
  • Reconhecer que pertence a uma família, a um grupo, a uma Escola e uma comunidade.
  • Conhecer e respeitar as regras de conversação.
  • Comunicar o seu ponto de vista e aceitar o dos outros.
  • Reagir positivamente à frustração.
  • Esperar sua vez de falar.
  • Aceitar ser o centro das atenções.
  • Ter atitudes de respeito às características e qualidades das outras pessoas, sem adotar atitudes de discriminação.
  • Perceber-se como membro participante da instituição educativa, da comunidade e da sociedade.
  • Demonstrar persistência.
  • Aceitar mudar de atividade.
  • Aceitar participar de atividades em que não tenha sido bem sucedido anteriormente.
  • Identificar hábitos e papéis sociais.
  • Realizar com autonomia e qualidade as tarefas diárias propostas para a sala de aula, como tarefas de casa, de produções coletivas.
  • Valorizar os cuidados com os materiais de uso individual e coletivo.
  • Demonstrar ter iniciativa na resolução de problemas do cotidiano, solicitando ajuda de um adulto, somente quando necessário.
  • Respeitar e utilizar algumas regras de convivência em grupo, como: saber dividir, respeito ao grupo.
  • Valorizar a assiduidade e pontualidade.
  • Participar de brincadeiras nas quais escolherá os parceiros, objetos, temas, espaços e as personagens.

CORPO, GESTOS E MOVIMENTOS

  • Movimentar-se de forma adequada nas situações de interação e em brincadeiras.
  • Criar movimentos, gestos, olhares, mímicas em brincadeiras, jogos e atividades artísticas como dança, teatro e música.
  • Demonstrar controle e adequação do uso de seu corpo em brincadeiras e jogos, escuta e reconto de histórias, atividades artísticas, entre outras possibilidades.
  • Adotar hábitos de autocuidado relacionados à higiene, alimentação, confronto e aparência.
  • Fazer uso das noções topológicas em suas brincadeiras e em outras situações do cotidiano.
  • Criar com o corpo formas diversificadas de expressão de sentimentos, sensações e emoções, tanto nas situações do cotidiano quanto em brincadeiras, dança, teatro e música.
  • Coordenar suas habilidades manuais no atendimento adequado a seus interesses e necessidades em situações diversas.
  • Consolidar a capacidade de discriminação sensorial e perceptiva.
  • Reconhecer os alimentos importantes para o crescimento e para a saúde.
  • Jogar individualmente ou em grupo, de modo livre e guiado.
  • Respeitar as regras nos jogos organizados e livres.
  • Consolidar a coordenação motora ampla fazendo uso de mais de um movimento ao realizar diferentes ações.
  • Utilizar materiais diversos de maneira criativa e adequada.
  • Movimentar-se coordenando os próprios movimentos aos do grupo.
  • Conhecer de modo analítico o próprio corpo.
  • Representar graficamente a figura humana com algumas noções de proporção.
  • Praticar cotidianamente hábitos básicos de higiene, saúde e bem estar.
  • Contribuir espontaneamente com a organização e limpeza do ambiente.
  • Planejar e controlar a própria ação para resolver tarefas simples ou problemas do cotidiano.
  • Vestir-se e despir-se sem ajuda.
  • Calçar e amarrar cadarços com autonomia.
  • Utilizar adequadamente habilidades, como: dobrar, pintar, recortar, destacar.

TRAÇOS, SONS, CORES E FORMAS

  • Expressar-se livremente por meio de desenho, pintura, colagem, dobradura e escultura, criando produções bidimensionais e tridimensionais.
  • Utilizar várias técnicas gráfico-pictóricas e manipulativas para expressar-se e comunicar-se.
  • Conhecer formas variadas de linguagem- teatro, música, dança, circo, recitação de poemas e outras manifestações artísticas – para ampliar suas possibilidades expressivas.
  • Compartilhar suas produções gráficas com os outros e apreciar as dos colegas.
  • Fazer uso intencional das cores.
  • Ler obras de arte e imagens diversas atribuindo sentido e identificando os elementos que as caracterizam (forma, cor, personagens e técnicas).
  • Expressar diferentes emoções utilizando a linguagem do corpo (gestos, mímica, facial, dramatização e dança).
  • Ampliar as possibilidades expressivas do seu corpo em dramatizações e danças.
  • Prestar atenção, respeitando o tempo do espetáculo proposto (teatral, musical e leitura animada.)
  • Utilizar sons produzidos por materiais, objetos e instrumentos musicais durante brincadeiras de faz de conta, encenações, criações musicais.
  • Reconhecer as qualidades do som (intensidade, duração, altura e timbre), utilizando-as em suas produções sonoras e ao ouvir músicas e sons.
  • Utilizar a voz para reproduzir sons e simples canções coletivas (acompanhar o grupo, não gritar e respeitar as pausas).
  • Cantar em grupo ou sozinho.
  • Utilizar conscientemente os sons do próprio corpo para produzir sequências rítmicas.
  • Escutar e atribuir sentido aos sons e aos ruídos de uma paisagem sonora.
  • Discriminar as características de um som percebido e sua fonte sonora por meio de símbolos diversos (forte, fraco, alto, baixo, longo, curto, rápido, devagar).
  • Registrar informações por meio de diferentes recursos: desenhos, textos orais gravados, fotos, pinturas etc.
  • Identificar fontes de informações como livros, enciclopédias, revistas, jornais, sites, etc.
  • Utilizar com ajuda dos professores e educadores, diferentes fontes para coleta de informação.
  • Reconhecer e registrar o seu nome e sobrenome, sem referencial.
  • Diferenciar letras de números.
  • Participar da construção coletiva da listagem de palavras significativas para o grupo.
  • Escutar e compreender textos lidos pela professora.
  • Reconhecer as letras do alfabeto, relacionando-as aos respectivos valores sonoros.
  • Fazer cópias de listas e de textos significativos.
  • Ler e registrar números até 30.
  • Reconhecer todas as letras do alfabeto de maneira ordenada e desordenada.
  • Relacionar as letras do alfabeto aos seus valores sonoros convencionais.
  • Ordenar letras e formar palavras.
  • Ordenar frases para formar textos.
  • Ler e escrever palavras.
  • Completar palavras da visualização de outro texto completo.
  • Encontrar palavras em caça palavras.
  • Reconhecer algumas espécies da flora e fauna mundial.
  • Interpretar registros como: desenhos, fotografias e maquetes.

ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO

  • Expressar ideias, desejos e sentimentos sobre suas vivências, por meio da linguagem oral e escrita (escrita espontânea) de fotos, desenhos e outras formas de expressão.
  • Inventar brincadeiras cantadas, poemas e canções, criando rimas, alterações e ritmos.
  • Reconhecer, repetir, contar e registrar parlendas, quadrinhas, canções, trava-línguas, poemas e histórias.
  • Escolher e folhear livros, procurando orientar-se por temas e ilustrações e tentando identificar palavras conhecidas.
  • Recontar histórias ouvidas e planejar coletivamente roteiros de vídeos e de encenações, definindo os contextos, as personagens, a estrutura da história.
  • Recontar histórias ouvidas para produção de reconto escrito, tendo o professor como escriba.
  • Produzir suas próprias histórias orais e escritas (escrita espontânea), em situações com função social significativa.
  • Levantar hipóteses sobre gêneros textuais veiculados em portadores conhecidos, recorrendo a estratégias de observação gráfica e/ou de leitura.
  • Selecionar livros e textos de gêneros conhecidos para a leitura de um adulto e/ou para sua própria leitura (partindo de seu repertório sobre esses textos, como a recuperação pela memória, pela leitura das ilustrações etc.)
  • Levantar hipóteses em relação à linguagem escrita, realizando registros de palavras e textos, por meio de escrita espontânea.
  • Identificar oralmente rimas e estabelecer associações em textos poéticos e da tradição oral.
  • Brincar, criar e registrar sons onomatopaicos.
  • Enriquecer seu próprio vocabulário, utilizando novos termos aprendidos em diferentes contextos.
  • Brincar com as palavras para encontrar analogias entre seus significados (manga de camisa e manga fruta, por exemplo).
  • Expressar as próprias necessidades de modo coerente e compreensível.
  • Dialogar com os colegas e com o adulto, respeitando a vez de falar de cada um.
  • Escutar o adulto que fala, conta e lê por um tempo prolongado.
  • Exercitar e esperar a vez para falar, sem necessidade de intervenção dos professores e educadores.
  • Reconhecer a sequência da narrativa.
  • Expor episódios ouvidos e vistos, respeitando a sucessão lógica temporal dos eventos.
  • Relatar vivências e contar histórias conhecidas ou inéditas, preservando a sequência dos fatos e apresentando detalhes.
  • Demonstrar interesse por diferentes livros e textos multimodais.
  • Manusear livros e revistas com autonomia.
  • Perceber, mesmo de forma não convencional, outros sinais gráficos que compõem o sistema de escrita (acentuação e pontuação, por exemplo).
  • Ao realizar escrita espontânea, grafar convencionalmente as letras.
  • Relacionar as letras do alfabeto aos correspondentes sons.
  • Escrever considerando a direção da escrita (da esquerda para a direita e de cima para baixo).
  • Formular hipóteses estabelecendo correspondência entre o oral e o escrito.
  • Reconhecer o nome dos colegas.
  • Pronunciar as sílabas orais de uma palavra.
  • Adotar como fonte de pesquisa o nome dos colegas na escrita de palavras.
  • Escrever o nome dos colegas, respeitando a ordem das letras.
  • Reconhecer que as palavras são compostas de partes menores- as sílabas, na oralidade.
  • Realizar leitura não convencional com apoio de memória e de indícios (letra inicial, letra final, palavra inicial e palavra final).
  • Realizar pseudoleitura de textos verbais ajustando progressivamente o texto oralizado ao escrito.
  • Realizar escrita espontânea considerando a correlação suportes, formatos, tipos de letra e outros indícios.
  • Compreender a intencionalidade de diferentes gêneros textuais: canção, poema, convite, bilhete, correspondência eletrônica, mensagem instantânea, haicais, limerique, trava-língua, parlenda, quadrinha, adivinha, piada, conto, fábula, lenda, história em quadrinhos, cartoon, tira, texto de divulgação científica, regras de jogo, receita.
  • Ditar o conteúdo de diferentes gêneros textuais para o professor.
  • Identificar algumas das características principais dos gêneros textuais abordados: canção, poema, convite, bilhete, correspondência eletrônica, mensagem instantânea, haicais, limerique, trava-língua, parlenda, quadrinha, adivinha, piada, conto, fábula, lendas, histórias em quadrinhos, cartoon, tira, texto de divulgação científica, regras de jogo, receita.
  • Adaptar-se a novas situações utilizando-se de variadas estratégias e recursos.
  • Analisar diferentes perspectivas de um mesmo fato.
  • Prever possíveis resultados para uma ação.
  • Formular análises, sínteses e generalizações (hipóteses).
  • Formular perguntas dentro de um determinado tema.
  • Estabelecer relações simples na comparação de dados.
  • Formular coletiva e/ou individualmente hipóteses ou conclusões sobre um tema.
  • Estabelecer relações comparações e identificar causas/efeitos de situações cotidianas.
  • Reproduzir cantigas, brincadeiras, textos orais conhecidos por seu grupo familiar e de outros grupos.
  • Saber nomear as sensações provocadas pela exploração de diferentes matérias.
  • Valorizar e incorporar o diálogo como forma de lidar com os conflitos.
  • Demonstrar interesse em participar de atividades que envolvam a confecção de objetos.
  • Manifestar curiosidade sobre o meio físico a fim de desenvolver o pensamento científico.
  • Demonstrar curiosidade sobre o assunto estudado, fazendo questionamentos e compartilhando experiências.
  • Perceber a importância de respeitar as leis de trânsito para a segurança de todos, bem como os combinados para transitar adequadamente pelos espaços escolares.
  • Reconhecer a importância de ações diárias para a preservação da natureza e do meio ambiente.
  • Participar de atividades que envolvam histórias e jogos referentes às tradições culturais de sua comunidade e de outras.

ESPAÇOS, TEMPOS, QUANTIDADES, RELAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES

  • Estabelecer relações de comparação entre objetos, observando suas propriedades.
  • Observar e descrever [e registrar] mudanças em diferentes materiais, resultantes de ações sobre eles, em experimentos envolvendo fenômenos naturais e artificiais.
  • Observar e descrever fenômenos atmosféricos.
  • Identificar e selecionar fontes de informações, para responder a questões sobre a natureza, seus fenômenos, sua conservação.
  • Distinguir os vários tipos de seres vivos: animais e plantas.
  • Conhecer e registrar informações sobre o ambiente, o habitat e curiosidades de diferentes seres vivos.
  • Ampliar as situações de cuidado com animais e plantas de seu entorno, desenvolvendo ações de preservação do ambiente, locais e globais.
  • Descrever diferentes trajetos fazendo uso de múltiplas linguagens em diferentes suportes.
  • Registrar observações, manipulações e medidas, usando múltiplas linguagens (desenho, registro por números ou escrita espontânea), em diferentes suportes.
  • Identificar algumas propriedades de determinadas formas geométricas (círculo, quadrado, triângulo e retângulo).
  • Classificar objetos e figuras de acordo com suas semelhanças e diferenças.
  • Participar de atividades que envolvam processos de confecção de objetos.
  • Reconhecer algumas características de objetos produzidos em diferentes épocas e por diferentes grupos sociais.
  • Adotar espontânea e cotidianamente, atitudes de manutenção e preservação dos espaços coletivos e do ambiente.
  • Participar na preparação de eventos culturais: teatros, mostras, saraus, exposições, festas etc.
  • Analisar diversas situações-problema levantando hipóteses, organizando dados e testando possibilidades de solução.
  • Relatar experiências pessoais, usando noções de tempo.
  • Reconhecer, verbalizar e ordenar a sucessão temporal de ações diárias fazendo uso do calendário como instrumento de medida de tempo.
  • Relatar fatos importantes sobre seu nascimento e desenvolvimento, a história dos seus familiares e da sua comunidade.
  • Conhecer a função social dos números.
  • Contar com precisão até 30 elementos.
  • Relacionar números às suas respectivas quantidades e identificar o antes, o depois e o entre em uma sequência.
  • Identificar e ler números até 30.
  • Registrar por meio de símbolo numérico diferentes quantidades até 30, tendo como fonte de apoio os portadores numéricos.
  • Expressar medidas (peso, altura etc.) construindo e analisando gráficos básicos.
  • Registrar a comparação de grandezas por meio de desenhos.
  • Explorar situações que envolvam formas simétricas.
  • Conhecer e usar recursos tecnológicos.
  • Utilizar expressões e vocabulário temporal: ontem/amanhã, dia/semana/mês, com progressiva adequação.
  • Identificar o relógio como instrumento de marcação do tempo.
  • Nomear locais da comunidade em que vive (igreja, praças, instituição educativa, comércio etc.)
  • Identificar percursos, deslocamentos, trajetos, destinos.
  • Identificar situações de risco no ambiente mais próximo.
  • Identificar dia/noite, manhã/tarde, ontem/hoje/amanhã.
  • Identificar diferentes profissões, estabelecimentos comerciais ou culturais e suas funções.
  • Comparar objetos estabelecendo relações entre eles, utilizando vocabulário adequado (pequeno/grande, maior/menor).
  • Utilizar raciocínio lógico-matemático para resolver situações-problema não convencionais (jogos e brincadeiras).
  • Utilizar corretamente as noções de: dentro/fora, todo/parte, à frente/atrás, acima/abaixo.
  • Realizar estimativas em contextos de jogos e brincadeiras.
  • Explorar instrumentos de medida.
  • Perceber uma unidade padrão de medida por meio dos instrumentos, como: régua, metro e trena.
  • Participar das aulas de Cozinha Experimental durante o preparo de receitas.
  • Experimentar e apreciar os alimentos preparados pela turma nas aulas de Cozinha Experimental.
  • Explorar diferentes procedimentos para comparar grandezas desenvolvendo a noção de medida: comprimento e peso, introduzindo utilização de unidades convencionais e não convencionais.
Para o topo